Manutenção.net Notícias

Login    
Cadastre-se
Responda nossa pesquisa de público, clique aqui.

CasaE completa cinco anos fomentando inovação e sustentabilidade na construção civil

Inovação - 04/01/2019
Foto: João Athaíde

São Paulo – Desde 2013 a BASF mantém aberta para visitação gratuita a CasaE, casa de ecoeficiência, como espaço convergente de tecnologias e ideias para promover o desenvolvimento sustentável do setor de construção. Nos cinco anos de atividade, mais de 18 mil visitantes, entre estudantes, engenheiros, arquitetos, e outros profissionais que se interessaram pelo projeto, conheceram as propostas e trouxeram novas ideias.

Além das visitas, o espaço que funciona em São Paulo esteve aberto aos mais diversos tipos de atividades que promoveram uma troca efetiva de conhecimentos e propostas. “Desde a inauguração, já foram realizados mais de 900 encontros que atendem a um dos principais objetivos do projeto, que é o de disseminar e fomentar tendências”, afirma Giancarlo Tomazim, gerente de estratégia do Time de Indústria de Construção Civil para a América do Sul da BASF. “A participação dos parceiros gerou uma diversidade de temas que foram desde economia circular, soluções para as questões urbanas, até as mais modernas tecnologias digitais”.

A CasaE foi construída com soluções que atendem demandas como a redução do consumo de água e energia, a garantia do conforto térmico e acústico, e o aumento da produtividade e durabilidade das construções. O projeto de 400 m² conta atualmente com cerca de 30 parceiros, que incrementaram a proposta contribuindo com soluções que incluem a decoração, equipamentos e tecnologias dos mais diversos tipos.

“A proposta do espaço é ser um catálogo vivo e, por isso, já promovemos duas renovações desde a inauguração”, explica Suzana Fernandes, coordenadora da CasaE. Em 2015, a automação residencial foi uma das principais novidades, contribuindo com a eficiência energética por permitir o controle adequado do uso da iluminação e do ar condicionado. Foi também o ano de inauguração da vizinha Casa Econômica, de 32 m², construída com o sistema isotérmico em painel sanduíche de poliuretano (poli-isocianurato), o Elastopir – uma solução inovadora para construir com mais rapidez, redução de mão de obra, menos resíduos e durabilidade. “Outra novidade da segunda renovação foi o mural de 75 m² produzido pelo artista plástico Rui Amaral, pioneiro do grafite no Brasil e que permanece como uma referência do local”, considera Suzana.

Já, em 2017, a digitalização tomou conta do projeto, promovendo autonomia na visitação por meio de smartphones, interação com as soluções, escolha das informações a receber, entre outras possibilidades. A CasaE ganhou uma exclusiva assistente cognitiva com base em Inteligência Artificial, a BECA (BASF Ecoeficiency Cognitive Ability), que interage com o visitante, respondendo a questões diversas. Tecnologias 3D, Realidade Aumentada e óculos de realidade virtual também tornaram a visitação mais interessante.

Foi criado um espaço sensorial que apresenta soluções de outras áreas de negócios da BASF, inclusive aplicada em produtos de clientes. São itens dos mais diversos setores, como protetor solar, cosméticos, travesseiros, alimentos, pigmentos frios, produtos acústicos, entre outras possibilidades em que a indústria química está inserida para garantir resultados melhores e mais sustentáveis.


Fonte: Procel Info

Publicado por: Engenharias .NET

Nenhum comentário ainda


Converse no WhatsApp